top of page

SAIBA COMO ESCOLHER UM AGASALHO FLEECE

Atualizado: 10 de mar. de 2023

Autor: Luciano Fernandes in Blogdescalada.com


Atividades da montanha nem sempre serão com clima temperado, e temperatura agradável.

As possibilidades de encarar frio na montanha são altas, e cabe a cada um ter consciência de que o frio a enfrentar na cidade não necessariamente será o mesmo na montanha.

Alguns usuários iniciantes apostam em casacos de tecido comum, jaquetas jeans, “gandolas” (jaquetas militares) e moletons.

Portanto um aviso : NUNCA planeje acampar, ou realizar atividades de montanha, com as peças de roupas citadas a menos que queira colocar a sua vida em risco.

Elas não são indicadas para atividades outdoor. Para atividades de esportes de natureza use o equipamento adequado, e evite improvisar. Para um “friozinho gostoso” até mesmo frios extremos o uso de fleece é recomendado.

Lembrando que o fleece é uma peça INTERMEDIÁRIA, e não principal. Por intermediária tenha em mente que é usada acima da “segunda pele” e abaixo do casaco. Entretanto o fleece pode também servir como opção de aquecimento, desde que sejam respeitadas as limitações do produto.

Não importa a atividade outdoor que irá enfrentar, o fleece é indicado a todo e qualquer praticante.


O que é um fleece ?

Para o leigo a primeira vez que escuta a palavra “fleece” fica a dúvida de não saber exatamente o que é por não ser uma palavra conhecida.

A grosso modo, é um tipo de flanela de tecidos sintéticos com propriedades típicas (respirabilidade, leveza e compressibilidade) que tem o seu uso indicado para atividades ao ar livre.

Usando uma linguagem mais técnica o “fleece pile” , ou somente “fleece”, é uma categoria de tecido utilizada para prover ao usuário uma camada de isolamento térmico eficiente para atividades em ambiente natural. Com o passar do tempo o termo “fleece” acabou ficando vago devido à gama de variações agregadas a ele.

Possuindo uma grande variedade de composições de fleece até mesmo bichos de pelúcia são revestidos com o material.

Apesar de existir vários fabricantes, o mais conhecido material é da marca “Polartec”. Por isso confunde-se muito o material com a marca facilmente. Entretanto o rendimento de um fleece não necessariamente está ligado à uma marca e sim à gramatura da peça de roupa.

O tecido tem como principal matéria-prima as fibras de poliéster, e por isso possuem características fundamentais para atividades outdoor:

  • Leveza

  • Não retêm umidade, secando rapidamente.

  • Não impedem o fluxo de ar (com exceção dos modelos “quebra ventos” ou Windstopper)

  • Baixa necessidade de limpeza

  • Boa compressibilidade

Gramatura de Fleeces

Em linhas gerais gramatura é a “grossura” do fleece. Sendo assim para frios mais rigorosos há

fleeces de gramaturas altas, e para “friozinhos gostosos” gramaturas menores.

A relação de peso e volume são proporcionais à gramatura, ou seja, quanto maior a gramatura maior será o peso da peça.

Tendo a Polartec® como parâmetro (por ser a principal fabricante deste tipo de produto) há a numeração 100, 200, 300 e a versão mais moderna que é o Thermal Pro. A gramatura de 100 é a menor de um fleece, e pode ser facilmente reconhecido por nunca possuir um zípper que abre todo o frontal, e sim somente a sua gola.

Este tipo de produto é muito indicado para ser usado como pijamas em lugares fechados como abrigos de montanha, albergues e chalés.

Fleeces de gramaturas leves não devem ser usados em frios abaixo de 5º.

Cabe ao usuário pesquisar qual a temperatura média de onde irá ser feito o uso para escolher o produto necessário.

Uma regra prática é escolher um fleece que suporte uma temperatura pouco abaixo da mínima do local onde for utilizar o fleece.

Por exemplo : frio de 0º, utilize um fleece indicado para uma temperatura de -10º, e assim por diante.

Transpirabilidade

Esta característica é condicionada à abertura das tramas do tecido.

Para que seja otimizada esta propriedade existem produtos que possuem tecnologia que virtualmente transforma à “prova de vento” (Windstopper da marca GoreTex e/ou Wind Bloc da marca Malden Mills).

Se você for utilizar a roupa para atividades aeróbicas como trail running ou MTB provavelmente seria mais indicado um fleece mais leve e de boa ventilação.

Para estas atividades o fundamental é que não haja hiperaquecimento durante a atividade e possui boa secagem do suor além de servir para abrigar ao final da atividade.

Caso contrário em atividades de baixa intensidade é melhor um fleece de gramatura maior que tenha trama do tecido mais densa.

Compressibilidade

Independentemente do peso, muitas vezes o volume é um fator limitante na sua mochila.

Um produto de alta compressibilidade é fácil de arrumar espaço na bagagem.

Ser compressível significa que o material, em termos de volume/capacidade de isolação térmica deve ser alta, cabendo na mochila e ocupando o mínimo de espaço.

Não é, e nunca será, divertido passar frio na montanha, portanto não improvise.


Nomes e nomenclaturas


– Polartec: fleeces produzida pela GoreTex.

– Windbloc: Fleece a quebra vento da Malden Mills( São conhecidos por serem quentes).

– WindStopper: Fleece quebra vento da da GoreTex.

– Polartec Wind Pro: Fleece Polartec que oferece resistência superior em cerca de 4 vezes em termos de capacidade de ventilação. A retenção de calor é inferior aos materiais a prova de vento.

– Polartec 100: Não é um produto específico e sim qualquer fleece da Malden Mills que enquadre na referida gramatura (leve). Consequentemente as propriedades se estendem para os produtos 200, 300, e assim por diante.

– Polartec Thermal Pro e Polartec Regulator: Dos mais compressíveis dos fleeces Polartec, portanto também são aqueles que têm a melhor eficiência térmica em regime de confinamento (em termos relativos com relação ao peso).

– Polartec Powerstretch: Fleece de alta elasticidade multidirecional e com superfície externa lisa . Suas fibras têxteis são compostas na parte externa de nylon. Muito utilizado para roupas técnicas de uso atlético.

– Aleutian Fleece (ou Pile): Define uma linha grande de tecidos desenvolvidos para níveis de otimização térmica resultados de trabalho conjunto entre LOWE ALPINE e Malden Mills.


Como escolher um fleece

A regra de escolher pela qualidade, não pela beleza estética ou preço vale para o fleece.

Procure sempre escolher um fleece apropriado para a sua atividade, e não pense que usar dois fleeces de gramatura 400 irá funcionar.

Utilize o fleece indicado para a situação ideal, não deixe para improvisar ou adaptar nada.

O fleece é considerado uma camada intermediária portanto deve ser sempre escolhido como uma peça única e de acordo com seu uso.

Escolha sempre um fleece que irá aquecê-lo em uma situação de “azar” onde você está indo, por exemplo em um lugar o qual está sendo esperado um frio de 0º, leve um fleece que suporte um frio superior a isso, para não ter surpresas.

Acima de tudo, seja exigente com os acabamentos e os mínimos detalhes de cada fleece que comprar.

Pode parecer cruel, mas é obrigação de cada fabricante ter como prioridade a excelência no acabamento de cada peça de vestuário para uso em ambientes outdoor.



Gostou do artigo? Utilize esses conhecimentos em um trekking de verdade!

Veja nossas opções para Você clicando em nossa Agenda de Aventuras.



582 visualizações0 comentário

Comments


BlogTerra

Lista VIP

Assine e receba as melhores aventuras, no seu e-mail, antes de todo mundo.

Obrigado pelo envio!

bottom of page